08 novembro, 2018

Smith, Robert C. - Agostinho Marques. Enxambrador da Cónega


Elementos para o estudo do mobiliário em Portugal. Oficinas Gráficas da Companhia Editora do Minho. Livraria Civilização. Barcelos. 1974. In-4.º de 159-XVII págs. Encadernação do editor com ferros a seco na pasta anterior e ferros a ouro na lombada, com sobrecapa de protecção. Ilustrado no texto com reprodução de fotografias, a preto e branco e a cores, de peças artísticas realizadas por Agostinho Marques e dos locais onde se encontram, quase todas da autoria de Robert C. Smith, e algumas de Horácio Rego, do Porto, do Museu de Victoria and Albert, do Philadelphia Museum of Art e de Helga Studios. Impresso sobre papel muito encorpado. Contém prefácio do autor, introdução sobre o estilo do mobiliário português e quatro capítulos sobre Agostinho Marques com os seguintes títulos: A carreira de Agostinho Marques , As grades e os púlpitos de Agostinho Marques , Os arcazes de Agostinho Marques e Os armários e outras obras de Agostinho Marques. Inclui a transcrição de documentos comprovativos, um resumo em inglês da obra, índice onomástico e índice das ilustrações. [Obra da autoria de um dos maiores especialistas nesta área, que lança nova luz sobre um capítulo pouco conhecido da história da arte em Portugal. Agostinho Marques (Porto ? - Braga 1720) era chamado de enxambrador (ou seja marceneiros e carpinteiros autorizados a realizar diversos tipos de móveis, púlpitos, balustradas e cadeirais) e da Cónega por morar nesta rua de Braga. Foi um dos mais requisitados artistas do norte de Portugal, tendo nas suas mãos uma grande parte do comércio dos móveis de igreja na zona de Braga e suas cercanias]. Primeira edição. Exemplar em bom estado.
€ 75,00

Sem comentários:

Enviar um comentário